Alterações Climáticas
Impacto das alterações climáticas na produtividade
custos de produção
Altos custos de produção em período de incerteza preocupam produtores de leite
Alterações Climáticas
Impacto das alterações climáticas na produtividade
custos de produção
Altos custos de produção em período de incerteza preocupam produtores de leite

15 de janeiro de 2024

Turismo em Portugal: meta de receitas para 2027 quase atingida

Foto em Unsplash

O setor do turismo em Portugal encontra-se muito perto de atingir as metas definidas para o ano de 20207, com receitas esperadas de 27 mil milhões de euros.

Para o ano de 2023, as previsões apontam para 77 milhões de dormidas, cujas receitas são de 25 mil milhões de euros, num crescimento de 11% relativamente a 2022. De acordo com Carlos Abade, presidente do Turismo de Portugal, o setor está perto de atingir a meta de receitas previstas para 2027, de 27 mil milhões de euros.

Segundo Carlos Abade, o turismo em Portugal está “a 7,6% de atingir, em 2024, as receitas turísticas de 27 mil milhões de euros” previstas para o ano 2027.

O setor do turismo em Portugal é “particularmente competitivo”, com um ritmo ganho superior à média mundial, sendo que “não há nenhuma razão para achar que em 2024 não será exatamente o mesmo”.

Os dados que foram recentemente divulgados, prevêem que 2023 apresenta 77 milhões de dormidas, com um crescimento de 11% face ao ano anterior e receitas de 25 mil milhões de euros.

Foi também considerado por Carlos Abade como uma ideia “absurda”, o facto de que o setor do turismo em Portugal estar a chegar ao seu limite. Apesar disso, apontou alguns desafios para o setor em 2024, entre os quais a criação de valor para os residentes. “O turismo é bom na exata medida em que for bom para as pessoas e o turismo tem sido muito bom para as pessoas”.

Posto isto, outro desafio apontado pelo presidente do Turismo de Portugal  passa por valorizar e qualificar os trabalhadores, salientando que o aumento dos salários do setor tem sido superior ao crescimento da média nacional.

O presidente da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), Bernardo Trindade, deu destaque ao impacto do aumento das taxas de juro na hotelaria, “medida clássica do combate à inflação”, tendo manifestado a sua disponibilidade para trabalhar em conjunto com o Turismo de Portugal no problema.

 

Fonte: ECO Sapo