alimentação sustentável
Idanha-a-Nova promove alimentação sustentável
azeitona
Azeite: Roubos de azeitona continuam a subir
alimentação sustentável
Idanha-a-Nova promove alimentação sustentável
azeitona
Azeite: Roubos de azeitona continuam a subir

31 de outubro de 2023

Setor do café: Angola aposta na cooperação entre agricultores para estimular cadeia de valor do café

O Governo Angolano anunciou hoje, na cerimónia dos 25 anos da Angonabeiro, que o setor do café oferece grandes oportunidades de investimento num produto cuja exportação trará mais divisas à economia do país.

A estratégia do Governo angolano para desenvolver a cadeia de valor do café no país centra-se numa forte presença de grandes, médios e pequenos agricultores, juntos com uma lógica de cooperação integrada.

Este planeamento foi falado pelo secretário de Estado para o Planeamento de Angola, Milton Reis, na cerimónia de celebração dos 25 anos da Angonabeiro, do grupo português que detém a Delta Cafés.

De acordo com Milton Reis, “a estratégia do Governo angolano deverá basear-se num modelo forte de desenvolvimento da cadeia de valor do café, com a presença, em simultâneo, de grandes, médios e pequenos agricultores”.

Neste sentido, a lógica para os agricultores do setor do café deverá ser “de cooperação integrada, apoiados por empresas âncoras, como a Angonabeiro, que vão prestar apoio desde a plantação até à colheita”, de modo a “garantir que a qualidade do café seja a melhor e alcançar níveis de produção que permitam economias de escala na sua exportação”.

O governante tem como expectativa que o momento de celebração do 25.º aniversário da Angonabeiro atue como uma reflexão, de forma a fortalecer a compreensão da importância do café na dinamização da produção nacional, promovendo as exportações.

A cadeia de valor do café em Angola, observou, compreende fornecedores de fertilizantes, produtores primários, processadores, comerciantes, torrefatores e exportadores e permite afirmar que o fomento da cadeia é importante para a economia do país.

 

Fonte: Agroportal