PDR2020
PDR2020: Conclusão das análises do Concurso para apoio ao investimento na Construção de Charcas
energia renovável
Estudo conclui que a Europa pode ser autosuficiente em energia renovável até 2030
PDR2020
PDR2020: Conclusão das análises do Concurso para apoio ao investimento na Construção de Charcas
energia renovável
Estudo conclui que a Europa pode ser autosuficiente em energia renovável até 2030

17 de outubro de 2023

Seca: Chuva é bem-vinda para agricultores de Portalegre que ainda alimentam gado à mão

Foto de Unsplash

As chuvas mais recentes fornecem “alguma esperança” aos agricultores da zona de Portalegre, que têm sofrido bastante com a seca, tendo até de recorrer à compra de alimentos para os animais.

De acordo com a presidente da Associação de Agricultores do Distrito de Portalegre (AADP), Fermelinda Carvalho, em declarações à agência Lusa, “a situação não se altera com a chuva que caiu hoje. De qualquer maneira devo dizer que é muito benéfica para a ‘não pastagem’ que existe”. 

A compra de alimentos para os animais é um contexto que se encontra “ longe de estar resolvido, mesmo que as pastagens comecem agora a reagir com o efeito destas chuvas”, disse Fermelinda.

Segundo a dirigente, “demora muito tempo” para que as pastagens “se desenvolvam ao ponto de poderem ser pastoreadas pelos animais”, sendo que “há um ano, praticamente, que se está a alimentar os animais à mão”.

Apesar de tudo isto, a presidente da AADP salientou o facto de “há cerca de um mês” começarem a surgir as primeiras pastagens naturais, as semeadas e os prados e a chuva que tem caído nas últimas horas “é muito bem-vinda” e vai ter “efeitos” dentro de pouco tempo.

“Para as terras que estão semeadas é muito positivo. Agora, para as reservas de água, que também não era o maior drama no ano [agrícola] que está a terminar, não. O maior drama era a ausência de água nos solos”, acrescentou.

Por sua vez, Fermelinda Carvalho recordou que a maioria dos agricultores “ainda não semeou nada”, mas a chuva recente “é muito benéfica” para a preparação das terras, as quais estão “muito ressequidas, muito duras”.


Fonte: Agroportal