diversidade em paisagens agrícolas
Estudo diz que diversidade em paisagens agrícolas impulsiona a vida selvagem
Pedido Único
Pagamentos do Pedido Único 2023 (PU 2023) – Atualização junho 2024
diversidade em paisagens agrícolas
Estudo diz que diversidade em paisagens agrícolas impulsiona a vida selvagem
Pedido Único
Pagamentos do Pedido Único 2023 (PU 2023) – Atualização junho 2024

19 de junho de 2024

Pera Rocha é um dos frutos mais exportados de Portugal

Foto em Unsplash

Portugal é um dos maiores exportadores de pera e irá acolher um evento mundial, sendo que a Pera Rocha é um dos frutos mais exportados do país.

Irá ocorrer o maior congresso internacional dedicado à pera, o Interpera, que junta em Portugal decisores mundiais para debater este setor, os seus desafios e oportunidades. O evento ocorrerá nos dias 26 e 27 de junho de 2024, na Vila de Óbidos.

O interpera trata-se de um evento de renome mundial, organizado pela internacional AREFLH (Assembleia das Regiões Europeias Produtoras de Frutas, Legumes e Hortaliças) e pela nacional ANP (Associação Nacional de Produtores de Pera Rocha), que reúne os intervenientes do setor mais pertinentes a nível mundial com o intuito de discutir desafios e oportunidades centrais para a produção de pera. 

O evento que celebra uma das frutas campeãs de exportações em Portugal, propõe debates e palestras, bem como uma plataforma única para networking e troca de conhecimentos entre alguns dos maiores produtores, investigadores, e stakeholders a nível mundial.

Deste modo, o Interpera é aberto ao público com o objetivo de incentivar a participação de estudantes, agricultores e outros potenciais interessados no tema. Poderá verificar o programa e inscrever-se aqui.

Neste sentido, Portugal é um dos principais produtores de pera na Europa, em específico a variedade Pera Rocha, que é um símbolo da região do Oeste. De acordo com o Recenseamento Agrícola do INE de 2019, Portugal apresenta 11.297 hectares dedicados ao cultivo de pereiras, dos quais 84% são da zona Oeste, com 2.158 explorações agrícolas.

O setor da fruta, mais propriamente da pera rocha é vital para a economia regional, bem como para a sustentabilidade de mais de 2.500 famílias diretamente envolvidas na produção. A importância económica deste setor torna-se ainda mais evidente quando consideramos que, nos últimos 12 anos, a produção média foi de 174.286 toneladas anuais, das quais 60% são destinadas à exportações.

Em termos do potencial produtivo, o mesmo apresenta 200.000 toneladas, sendo que as exportações geram receitas anuais à volta dos 85 milhões de euros, refletindo a crescente procura internacional pela Pera Rocha. 

A evolução das exportações de Pera Rocha tem sido confirmada, ultrapassando os 60% das produção nos últimos anos, pelo que este ano a previsão é de um aumento nos números.

Segundo Filipe Ribeiro, Presidente da ANP, “ao acolher este congresso, Portugal reafirma o seu papel central na produção de Pera Rocha e a sua determinação em enfrentar os desafios do setor com inovação e sustentabilidade”.

“Urge debater medidas de apoio ao setor e a sua adequabilidade aos desafios de sustentabilidade que têm vindo a aumentar de ano para ano, sendo que o Interpera é o evento ideal para promover o debate e a troca de experiências, podendo compartilhar expertise com os líderes mundiais do setor e dar a conhecer a nossa história e património”.

 

Fonte: Agroportal