laranja
Portugal é o quarto maior produtor de laranja da UE e o Algarve vale 90% da produção nacional continental
centro pinus
Centro Pinus – Ao fim de sete anos, apenas 2,4% da floresta recebeu apoios
laranja
Portugal é o quarto maior produtor de laranja da UE e o Algarve vale 90% da produção nacional continental
centro pinus
Centro Pinus – Ao fim de sete anos, apenas 2,4% da floresta recebeu apoios

9 de junho de 2023

PEPAC23.27 – Mais de 140 mil agricultores já criaram as suas candidaturas

O Ministério da Agricultura e Alimentação afirmou que já foram criadas mais de 140 mil, ao dia de hoje, candidaturas ao Pedido Único, relativamente ao Plano Estratégico da Política Agrícola Comum (PEPAC23.27).

A evolução demarcada pelo Ministério da Agricultura e Alimentação com mais de 140 mil candidaturas ao Pedido Único (PU2023), no âmbito do PEPAC, reforça a confiança para a conclusão do processo em circunstâncias iguais aos anos anteriores, mesmo com todos os constrangimentos identificados anteriormente e que decorreram, como é habitual, nos primeiros tempo do novo quadro comunitário de apoio, uma vez que foi necessária uma adaptação ao novo Quadro Financeiro Plurianual (PEPAC). Além deste facto, o prazo de candidaturas foi prorrogado até 14 de julho, após ouvido o setor.

No ano passado, foram registadas mais de 175 mil candidaturas ao Programa de Desenvolvimento Rural (PDR2020), com uma correspondência de mil milhões de euros em ajudas pagas aos agricultores.

De acordo com Maria do Céu Antunes, ministra da agricultura, “estes números, apesar da transição entre programas plurianuais de investimento, demonstram que estamos no rumo certo e que todo o processo decorrerá com normalidade. É ainda justo de realçar a capacidade de adaptação às mudanças exigidas pela nova PAC, quer por parte dos organismos, quer por parte dos agricultores. Além disso, reforçam aquilo que o Governo tem dito: Em outubro, como habitual, estaremos em condições de proceder aos pagamentos previstos e que decorrem de adiantamentos nos apoios aos agricultores”. 

Por outro lado, Maria do Céu Antunes lembra que “foi solicitado, à Comissão Europeia, que esse adiantamento possa passar de 50% para 70%, nos pagamentos diretos, e de 75% para 85%, no desenvolvimento rural”.

 

Fonte: Agroportal