PDR2020
PDR2020 – Alteração ao processo de análise e decisão das candidaturas
agricultores
Agricultores pedem ao Governo fim do pagamento abaixo do custo de produção
PDR2020
PDR2020 – Alteração ao processo de análise e decisão das candidaturas
agricultores
Agricultores pedem ao Governo fim do pagamento abaixo do custo de produção

25 de setembro de 2023

Idanha-a-Nova vence Prémio Europeu de produção biológica 2023

A vila do distrito de Castelo Branco venceu no dia de hoje o prémio de melhor bio-distrito biológico, na segunda edição dos Prémios Europeus de produção biológica.

A Comissão Europeia (CE) anunciou hoje, na segunda edição dos Prémios Europeus de Produção Biológica, que Idanha-a-Nova venceu o prémio de melhor bio-distrito, sendo que as outras regiões premiadas foram Burgenland, na Áustria e Viena, referiu em comunicado o Comité das Regiões Europeu.
De entre os diversos projetos inovadores promovidos pela ecorregião, salienta-se o Idanha Green Valley Food Lab, uma incubadora de Empresas de Base Rural, com 800 hectares de funcionamento, explorados por 55 empresas, onde 90% destas estão a trabalhar em modo de produção biológico.
Pelo facto de se encontrarem a produzir em modo biológico, estas 55 empresas que compreendem o projeto do Idanha Green Valley Food Lab, permitiram criar a maior área de produção de mirtilos da Europa.
Por outro lado, a vila de Idanha-a-Nova foi o primeiro município português a integrar a Rede Internacional Biorregiões, promovendo a implantação de uma estratégia de desenvolvimento com base no território.

Perante a o ganho do prémio do melhor bio distrito biológico, Idanha-a-Nova “é a ecorregião portuguesa com a maior área agrícola de agricultura biológica e tem vindo a apoiar projetos que reforçam as cadeias  de abastecimento curtas e aumentam a oferta de produtos biológicos, contribuindo assim para o desenvolvimento sustentável do território”.

Além disso, a biorregião de Idanha-a-Nova foi também uma das três finalistas para os Prémios da União Europeia para a Produção Biológica, sendo que a mesma é coordenada pelo Centro Municipal de Cultura e Desenvolvimento de Idanha-a-Nova, juntamente com a Câmara Municipal, numa parceria com a aposta na transição para sistemas alimentares mais saudáveis, sustentáveis e inclusivos.

Os prémios biológicos da UE apresentam sete categorias, com 8 prémios individuais, onde se inserem projetos excelentes, inovadores, sustentáveis e inspiradores que produzem um grande valor à produção e ao consumo biológicos.


Fonte: Agroportal