PRR
PRR: Agricultura com perto de 21 ME pagos até junho
CONFAGRI
CONFAGRI preocupada com as consequências da Lei do Restauro da Natureza
PRR
PRR: Agricultura com perto de 21 ME pagos até junho
CONFAGRI
CONFAGRI preocupada com as consequências da Lei do Restauro da Natureza

28 de junho de 2024

Descarbonização da indústria: Gases renováveis são peça-chave

Especialistas discutem a importância da descarbonização da indústria, onde os gases renováveis são um ponto central no XI Encontro da APEG.

Foi no XI Encontro Anual da Associação Portuguesa das Empresas de Gás (APEG) que os especialistas se reuniram para debater a temática da descarbonização da indústria, estando em destaque a importância de manter a segurança do abastecimento de fontes renováveis num contexto geopolítico instável.

Portugal tem como meta atingir a neutralidade carbónica até 2045, mas está focado em cumprir a mesma cinco anos antes da meta definida pela Comissão Europeia. O presidente da APEG, Jorge Lúcio, afirmou que o caminho para alcançar esta mesma meta é complexo e defendeu a importância de analisar as metas intermédias e fazer recalendarizações sempre que necessário.

Posto isto, a introdução dos gases renováveis no mix energético nacional é essencial para apoiar a transição energética. Assim, a estratégia do país prevê a injeção de 10% a 15% de hidrogénio verde na rede de gás natural até 2030, juntamente com 9,1% de biometano no mesmo ano.

A secretária de Estado da Energia, Maria João Pereira, destacou o contributo do Governo para este esforço global, incluindo o lançamento de um leilão para a produção de biometano e hidrogénio com financiamento de 140 milhões de euros. Segundo Maria João Pereira, as mudanças representam oportunidades significativas para inovar, diversificar e fortalecer a economia energética.

Apesar disto, a instabilidade geopolítica continua a impactar o mercado. O presidente da ERSE, Pedro Verdelho, salientou que os acontecimentos geopolíticos recentes aceleraram o processo de descarbonização na Europa, mas o verdadeiro 

O desafio está, então, nos setores dos transportes e da indústria. A professora Maria João Tomás alertou para a incerteza causada pelas eleições nos Estados Unidos, que podem afetar a segurança do abastecimento e os preços energéticos na Europa.

Neste sentido, o XI Encontro da APEG serviu como plataforma para a discussão e reflexão sobre a importância dos gases renováveis como peça-chave no caminho da descarbonização da indústria, num contexto de desafios e oportunidades que se apresentam no horizonte energético nacional e europeu.



Fonte: ECO Sapo