pagamentos ifap
IFAP | Esclarecimentos relativos aos pagamentos efetuados em fevereiro
padrões de compra
Padrões de compra dos portugueses estabilizam com abrandamento da inflação
pagamentos ifap
IFAP | Esclarecimentos relativos aos pagamentos efetuados em fevereiro
padrões de compra
Padrões de compra dos portugueses estabilizam com abrandamento da inflação

06 de março de 2024

Algarve Wine Tourism foi distinguido com o troféu “Enoturismo 2023”

O prémio “Enoturismo 2023” foi atribuído ao Algarve Wine Tourism, com uma distinção nesta região vitivinícola do país que apresenta uma evolução positiva.

Foi atribuído ao Algarve Wine Tourism o troféu “Enoturismo 2023”, cuja distinção foi saudada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve I.P. à Comissão Vitivinícola do Algarve (CVA).

Esta região tem apresentado resultados bastante favoráveis relativamente ao aumento do número de produtores, de área de binha, produção e qualidade dos vinhos, pelo facto de que tem ocorrido uma evolução para uma viticultura profissional criteriosamente conduzida para a seleção dos melhores terroirs, dando ainda destaque à recuperação da autóctone Negra Mole.

Deste modo, o número de produtores ascendeu de 16 em 2010 para mais de 50 atualmente, com uma produção de cerca de 1,6 milhões de litros de vinho, através da introdução de mais de um milhão de garrafas de vinho certificado, quase 100% da Região Algarve. As potencialidades são inúmeras, tendo a possibilidade de promover e exportar os produtos “cá dentro”, e que, segundo a empresa Nielsen, que efetua estudos de mercado, há sete anos consecutivos lidera no preço médio por litro pago pela distribuição e restauração.

No que toca ao mercado local, o enoturismo torna-se também uma aposta de sucesso do setor vitivinícola algarvio, unindo experiências de gastronomia, lazer, património, alojamento, com a degustação e compra no local dos vinhos algarvios, existindo já receitas proveitosas para múltiplos produtores de vinho.

Mais que tudo, o enoturismo é utilizado como um vetor estratégico para o crescimento sustentado do setor agroalimentar algarvio e para a diferenciação da oferta turística regional, já que consegue combinar, como poucas outras atividades, o consumo de produtos endógenos de qualidade e de experiências.



Fonte: Agroportal